Mobilidade Acadêmica

A mobilidade acadêmica é uma das ferramentas mais poderosas para a construção de um espaço comum de conhecimento. Gera benefícios acadêmicos, sociais e econômicos e, ao mesmo tempo, ajuda a criar uma identidade ibero-americana que transcende o meio acadêmico para atingir a sociedade como um todo.

O impulso para a mobilidade acadêmica é uma das principais linhas de atuação do Espaço Ibero-americano do Conhecimento (EIC), cuja gestão é realizada pela Organização de Estados Ibero-americanos (OEI), juntamente com a Secretaria Geral Ibero-americana (SEGIB) e o Conselho Universitário Ibero-americano (CUIB).

A OEI tem construído nos últimos anos uma experiência significativa em matéria de mobilidade acadêmica. É uma das instituições com maior "know-how" acumulado nessa área dentro da Ibero-América e se tornou referência entre as agências de cooperação que operam na região. A mobilidade acadêmica da OEI possui três grandes iniciativas: o Projeto Paulo Freire de Mobilidade para Professores, o Programa de Intercâmbio e Mobilidade Acadêmica (PIMA) e o Programa Pablo Neruda.